Autuori cobra Vasco e condiciona intertemporada a pagamento de salários Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_478" align="alignleft" width="200"] Imagem: Divulgação[/caption] O Vasco completa três meses de salários atrasados nesta sexta-feira. A [caption id="attachment_478" align="alignleft" width="200"] Imagem: Divulgação[/caption] O Vasco completa três meses de salários atrasados nesta sexta-feira. A Rating:
Você está aqui:Home » CAMPEONATO CARIOCA » Autuori cobra Vasco e condiciona intertemporada a pagamento de salários

Autuori cobra Vasco e condiciona intertemporada a pagamento de salários

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

O Vasco completa três meses de salários atrasados nesta sexta-feira. A diretoria do clube tinha como o objetivo quitar pelo menos o mês de janeiro neste dia 5, mas até o momento não conseguiu cumprir a promessa. Ciente do problema, o técnico Paulo Autuori afirmou que a equipe não fará intertemporada entre o Carioca e o Brasileiro caso o Cruzmaltino não quite parte da dívida com os jogadores até lá.

O treinador mostrou pulso firme e fez duras críticas à maneira como o Vasco conduzia o assunto de salários atrasados em um passado recente. Segundo ele, não cabe mais nos dias de hoje um clube não ser claro com seus funcionários. Além disso, Autuori se diz orgulhoso em fazer parte da reestruturação do Cruzmaltino.

“Eu não quero promessas. Não me prometeram absolutamente nada. Admiro a maneira como estão trabalhando para resolver o problema, mas aqui no Vasco acabou a ideia de tampar o sol com a peneira. Acabou esse negócio de não ser claro com as pessoas, gostem ou não do que vão ouvir. Temos que reestruturar o clube. Sou apenas mais um nessa engrenagem e estou feliz de participar dessa tentativa de reestruturação. Estamos todos juntos para sair dessa situação”, afirmou.

O Vasco planejava seguir com o elenco para Pinheiral após a disputa do Campeonato Carioca para a realização de uma intertemporada para a disputa do Campeonato Brasileiro. Porém o treinador descarta seguir para o local caso pelo menos parte dos três meses de salários atrasados permaneçam.

“A intertemporada só vai acontecer se as coisas tiverem um pouquinho resolvidas. Não vou tirar jogador que já está sacrificado, sem receber, e tem um família. Que moral eu tenho para fazer isso? Os jogadores só estariam lá fisicamente, não mentalmente. Não vou fazer isso só para dizer que estou fazendo. Só para dizer que o Paulo trabalha muito. Não quero isso, quero qualidade. Não tem a menor chance. Se sairmos do Rio é porque parte das coisas foi acertada. Não jogo flores para ninguém, mas reconheço o esforço da diretoria”, disse.

Autuori deixou claro que não ficou nem um pouco satisfeito com a atitude de determinados torcedores que protestaram contra os atletas chamando-os de “mercenário” após a derrota por 3 a 0 para o Botafogo. O treinador saiu em defesa de seus jogadores e não poupou críticas.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.