Botafogo bate o Olaria em 3 a 0 no Raulino de Oliveira Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_507" align="alignleft" width="300"] Lodeiro abriu o placar no segundo tempo / Imagem: Wallace Dominique / arquibancadaonline.com.br[/cap [caption id="attachment_507" align="alignleft" width="300"] Lodeiro abriu o placar no segundo tempo / Imagem: Wallace Dominique / arquibancadaonline.com.br[/cap Rating:
Você está aqui:Home » CAMPEONATO CARIOCA » Botafogo » Botafogo bate o Olaria em 3 a 0 no Raulino de Oliveira

Botafogo bate o Olaria em 3 a 0 no Raulino de Oliveira

Lodeiro abriu o placar no segundo tempo / Imagem: Wallace Dominique / arquibancadaonline.com.br

Lodeiro abriu o placar no segundo tempo / Imagem: Wallace Dominique / arquibancadaonline.com.br

O Botafogo venceu a equipe do Olaria por 3 a 0 neste domingo, no Estádio Raulino de Oliveira, e assumiu a liderança do Grupo A mesmo com um jogo a menos do que os rivais. Lodeiro e Vitinho (duas vezes) marcaram os gols que levaram o Botafogo aos 12 pontos e fizeram o Glorioso passar o Volta Redonda pelo saldo de gols (11 gols pró contra 3 do Voltaço).

Enquanto o Alvinegro manteve os 100% de aprovitamento (com quatro vitórias no turno) e se aproximou da classificação para a semifinal da Taça Rio, o Olaria caminhou ainda mais para o rebaixamento com o placar. O time da zona leopoldina segue na zona da degola, com 8 pontos, e já precisa de um milagre para se salvar.

Com a ausência Seedorf, poupado para continuar trabalho físico específico no Rio de Janeiro, o Botafogo foi escalado no sistema 4-4-2, com Rafael Marques e Bruno Mendes na frente. Inclusive, saiu dos pés da dupla o primeiro lance de perigo alvinegro no jogo. Aos 12 minutos, Rafael Marques deixou Bruno Mendes na cara do gol, mas o camisa 7 pegou mal na bola e Gustavo defendeu.
No geral, o Botafogo dominou as ações no primeiro tempo, porém a dupla de ataque apagou com o passar da etapa inicial, travada na boa atuação coletiva da defesa do Olaria. O melhor lance saiu justamente após uma falha individual do Alvianil, em bola que bateu no braço de Rafael na frente da área. Na cobrança da falta, aos 36 minutos, Lodeiro buscou o lado direito do goleiro Gustavo e viu a bola parar na trave após leve e salvador toque do arqueiro.
Na empolgação com a tentativa de Lodeiro, o Glorioso foi para a frente e Rafael Marques despertou aos 42 minutos. Marcelo Mattos lançou o camisa 20, que driblou a marcação dentro da área e soltou uma bomba de canhota. Gustavo, mais uma vez, fez importante defesa.

O técnico Oswaldo de Oliveira tirou o primeiro volante Marcelo Mattos durante o intervalo e promoveu a entrada do também volante Renato, que joga mais à frente. Foi o retorno do camisa 8, que não atuava desde a primeira rodada da Taça Guanabara (em 20 de janeiro) por conta de lesão na coxa esquerda. A meta era avançar e o gol alvinegro não demorou para sair.
Aos quatro minutos, em pressão do Botafogo, Lodeiro matou um contra-ataque com falta e recebeu cartão amarelo. O que parecia ser o fim de um bom momento resultou na abertura do placar. Ao receber a bola após a cobrança da falta, o zagueiro Thiago se enrolou todo e escorregou na frente de Lodeiro, que passou por um marcador na frente da área e tirou o goleiro para balançar a rede.
O gol fez muito bem ao Botafogo, que passou a trabalhar melhor a bola e criar boas oportunidades. Em uma delas, a arbitragem anulou erradamente um gol de Fellype Gabriel, aos 30 minutos. O meia usou a barriga para empurrar a bola ao gol, porém houve a interpretação de que ele usou o braço.
Porém o Botafogo não se abateu com a falha da arbitragem e marcou o segundo gol aos 35 minutos. Vitinho driblou dois marcadores pela esquerda de ataque e chutou com categoria, sem chance para o goleiro Gustavo. Só que ainda tinha mais show do jovem meia-atacante.

Aos 45, Vitinho passou sem piedade por três rivais, entrou na área e mandou uma bomba no ângulo direito do goleiro. A bola ainda pegou na trave antes de entrar. Era o ponto final da merecida vitória alvinegra.

PRÓXIMOS JOGOS
Na quarta-feira, o Botafogo vai até Moça Bonita para encarar o Friburguense, às 16h. Já o Olaria encara o Volta Redonda no sábado, no Estádio Raulino de Oliveira.

FICHA TÉCNICA BOTAFOGO 3 X 0 OLARIA
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ) Data: 7/4/2013, domingo, 16h Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ) Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ) Renda e público: R$ 38.780,00 / 2.884 pagantes Cartões amarelos: Lodeiro (BOT) / Erick (OLA) Cartão vermelho: Nenhum Gol: Lodeiro, 4’/2ºT (1-0), Vitinho, 35’/2ºT (2-0) e Vitinho, 45’/2ºT (3-0)

BOTAFOGO: Renan, Lucas, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Renato, intervalo), Gabriel, Lodeiro e Fellype Gabriel; Rafael Marques (Henrique, 38’/2ºT) e Bruno Mendes (Vitinho, 28’/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

OLARIA: Gustavo, Lucas, Thiago, Rafael e Erik; Assis, Marco Aurélio, Waldir e Victor (Marlon, 41’/2ºT); Lenine (Leandrão, 10’/2ºT) e Erick (Renatinho, 22’/2ºT). Técnico: Luiz Antônio Ferreira.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.