Flamengo perde para o Audax e se complica na Taça Rio Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_344" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] No baralho rubro-negro, Jorginho ainda não encontrou seus 11 trunfos. E [caption id="attachment_344" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] No baralho rubro-negro, Jorginho ainda não encontrou seus 11 trunfos. E Rating:
Você está aqui:Home » Destaques » Flamengo perde para o Audax e se complica na Taça Rio

Flamengo perde para o Audax e se complica na Taça Rio

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

No baralho rubro-negro, Jorginho ainda não encontrou seus 11 trunfos. Em sua terceira partida no comando do Flamengo, o técnico mais uma vez promoveu várias mudanças na equipe para a partida contra o Audax. Zaga, meio de campo e ataque foram alterados. Mas as dificuldades habituais não mudaram nada e o time estreante no Campeonato Carioca venceu por 2 a 1, com um gol nos acréscimos, neste domingo, pela quarta rodada da Taça Rio (segundo turno do Estadual).

Com quatro pontos, o Flamengo está em quarto lugar do Grupo B, seis atrás do segundo colocado Fluminense e a oito do líder Resende. Faltam 9 pontos em disputa, mas o que faz crer que os flamenguistas não avançarão às semifinais é o futebol sofrível apresentado até aqui com Jorginho, apesar de transpiração não ter faltado. Em meio ao mau momento, o técnico vai ter de mobilizar a tropa para a estreia na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, contra o Remo, no Pará. É de se esperar mais uma bateria de alterações na equipe.

Artilheiro do Campeonato Carioca com nove gols, Hernane foi barrado em favor do mais móvel Nixon. Mas qualquer que tenha sido a sua intenção, ela não deu resultado. Hernane voltou a campo antes do intervalo. Ibson seguiu barrado, Carlos Eduardo também foi para o banco de reservas e o zagueiro Wallace foi trocado por Renato Santos.

Tudo isso mostra que Jorginho realiza a sua pré-temporada com o campeonato em andamento, em busca da combinação ideal. O grande problema do treinador, porém, é que lhe falta um ás. Este deveria ser Carlos Eduardo, mas a grande contratação do ano não consegue entrar em forma física, técnica ou psicológica. Parece aflito, disperso, temeroso.

Pelo segundo jogo consecutivo, o Flamengo tomou um gol com três minutos. André Castro aproveitou o mau posicionamento de Renato Santos e chutou sem marcação para abrir o placar. Rodolfo fez ótimo primeiro tempo e de seus pés saíram as melhores jogadas rubro-negras.

O gol de empate, porém, só veio no segundo tempo, quando Hernane já estava em campo. Rafinha tocou para Gabriel, que limpou a marcação e chutou firme para fazer o seu primeiro gol pelo clube, aos oito minutos.

Carlos Eduardo entrou no lugar de Rodolfo, que caiu de rendimento, e o meia mostrou mais disposição e vitalidade que nas partidas anteriores.

Aos 32 minutos, ele fez bom cruzamento e Elias cabeceou na trave. Foi a chance fatal de obter a vitória. Com o time exposto, na busca da virada, foi o Audax quem marcou o segundo. Carlos Eduardo perdeu a bola no ataque e Romário lançou Yuri. Na saída de Felipe, deixou o Flamengo em situação crítica na Taça Rio.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 x 2 AUDAX

FLAMENGO – Felipe; Leonardo Moura, Renato Santos, Alex Silva e João Paulo; Amaral, Elias e Rodolfo (Carlos Eduardo); Gabriel, Rafinha (Ibson) e Nixon (Hernane). Técnico: Jorginho.

AUDAX – Rafael; Adriano, Anderson Luís, Fabiano Eller e Romário; Andrade, André Castro (Guilherme), Leandro Bonfim e Diego Salles (Hyuri); Denilson e Rômulo (Wellington). Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS – André Castro, aos 3 minutos do primeiro tempo; Gabriel, aos 8, e Yuri, aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Alex Silva (Flamengo); André Castro e Romarinho (Audax).

ÁRBITRO – Eduardo Cordeiro Guimarães.

RENDA – 49.640,00.

PÚBLICO – 2.005 pagantes (3.120 no total).

LOCAL – Estádio de Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ).

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.