Flamengo perde para o São Paulo no Maracanã na estreia de Ney Franco Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_3614" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] Nem a estreia do Ney Franco, ex-Vitória e que substituiu Jayme, livrou [caption id="attachment_3614" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] Nem a estreia do Ney Franco, ex-Vitória e que substituiu Jayme, livrou Rating: 0
Você está aqui:Home » CAMPEONATO BRASILEIRO » Flamengo perde para o São Paulo no Maracanã na estreia de Ney Franco

Flamengo perde para o São Paulo no Maracanã na estreia de Ney Franco

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Nem a estreia do Ney Franco, ex-Vitória e que substituiu Jayme, livrou o Flamengo de sua segunda derrota seguida dentro do Campeonato Brasileiro. Pela quinta rodada, perdeu para o São Paulo, por 2 a 0, no Maracanã, neste domingo (18/5).

Esta foi a segunda derrota seguida do time carioca, que tinha perdido o clássico para o Fluminense, por 2 a 0, e ficou com quatro pontos, em 16.º lugar.

Esta foi a primeira vitória do Tricolor fora de casa, depois do empate no clássico com o Corinthians, por 1 a 1. O time paulista soma nove pontos, ficando mais perto do G4 – zona de classificação à Copa Libertadores.

Este jogo marcou a estreia do técnico Ney Franco, de volta ao Flamengo, após a saída contestada do técnico Jayme. O rubro-negro também estreou camisas novas. A torcida flamenguista vaiou o time por várias vezes e gritou “queremos jogador”. O São Paulo buscava a sua primeira vitória fora de casa.

Para este jogo importante, o técnico Muricy Ramalho mudou a formação do São Paulo, deixando o time ofensivo. Escalou na frente Alexandre Pato, Luis Fabiano e Osvaldo, reforçando a defesa com a entrada de Paulo Miranda como lateral-direito no lugar de Luis Ricardo.

“O Paulo (Miranda) já jogou por ai e como vamos ter três atacantes, nós precisamos ter mais força na defesa”.

O primeiro a assustar foi o time carioca, após escanteio e uma cabeçada do zagueiro Wallace que passou perto da trave direita de Rogério Ceni. Aos nove minutos, Everton arriscou de longe e Ceni mandou de “manchete” para escanteio.

Forçado atrás, perigoso no ataque, Ceni cobrou falta aos 19 minutos e Felipe espalmou. O contra-ataque assustou, porque o Flamengo recuperou a bola, mas não soube finalizar, dando tempo para o retorno do goleiro.

Aos 22 minutos saiu o gol, num contra-ataque. Osvaldo lançou Ganso em velocidade, numa inversão de papéis. O meia invadiu a área e bateu rasteiro fora do alcance de Felipe, que continua exagerando nos saltos. Num deles espalmou uma bola que nitidamente iria para fora.

Aos 43 minutos, por contusão, Hernane deixou o campo para a entrada de Elano. O atacante não marca há cinco jogos. Mas a seca de gols ainda lhe deu azar: torceu o tornozelo. Se não melhorar, passará por uma ressonância magnética nesta segunda-feira.

Na primeira jogada do segundo tempo, quase aconteceu o empate. Numa troca de passes entre Elano e Alecsandro a bola ficou para Éverton que bateu, já dentro da área, e a bola explodiu na trave direita de Ceni, que deu sorte. Isso aos 30 segundos.

Aos cinco minutos, Felipe errou um estourão e a bola ficou nos pés de Ganso, que não conseguiu dominá-la. O goleiro pediu desculpas, levantando a mão, reconhecendo a falha. Aos nove minutos, Everton teve outra chance pelo lado esquerdo, quando Éverton bateu cruzado e Ceni espalmou.

Depois disso, o jogo esfriou. O Flamengo se mostrou impotente de reagir para buscar o empate, enquanto o São Paulo optou por esperar o momento certo para ampliar. Ele apareceu nos acréscimos. Luis Fabiano puxou contra-golpe pelo lado esquerdo e cruzou. Na pequena área, Ganso bateu de primeira e Felipe fez grande defesa. Mas Ganso pegou rebote e festejou o segundo gol, aos 46 minutos.

Os dois times voltam a campo na quarta-feira. às 19h30, como mandante, o Flamengo vai tentar a reabilitação diante do Bahia. O São Paulo, curiosamente, vai atuar de novo no Maracanã, desta vez diante do Fluminense.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.