Flamengo vence, mas não evita jogo da volta contra o Campinense Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_914" align="alignleft" width="300"] Imagem: Leonardo Silva/Vipcomm[/caption] O Flamengo venceu o Campinense por 2 a 1, pelo jogo de ida [caption id="attachment_914" align="alignleft" width="300"] Imagem: Leonardo Silva/Vipcomm[/caption] O Flamengo venceu o Campinense por 2 a 1, pelo jogo de ida Rating:
Você está aqui:Home » CAMPEONATO CARIOCA » Flamengo vence, mas não evita jogo da volta contra o Campinense

Flamengo vence, mas não evita jogo da volta contra o Campinense

Imagem: Leonardo Silva/Vipcomm

Imagem: Leonardo Silva/Vipcomm

O Flamengo venceu o Campinense por 2 a 1, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, mas não eliminou o jogo de volta, já que não fez dois gols de diferença.

Logo aos cinco minutos, o time da casa abriu o placar com Jeferson Maranhense. A partir daí só deu Mengão e o nome do jogo foi Renato Abreu.

Ainda na primeira etapa, o meia da equipe carioca bateu forte uma falta e o goleiro do Campinense aceitou, 1 a 1. No segundo tempo, em mais uma cobrança de falta, Renato bateu na gaveta e fechou o placar em 2 a 1.

As duas equipes começaram a partida buscando o ataque, mas de forma a não deixar espaço para os contra-ataques do adversário. Não demorou muito e o Campinense abriu om placar em um lance de sorte. Aos sete minutos, Jeferson Maranhense arriscou de fora da área, a bola bateu no zagueiro Renato Santos e enganou Felipe.

Mesmo depois do revés, os donos da casa ainda seguiram melhores, mas aos poucos o Flamengo equilibrou o jogo. Tanto que a primeira boa chance dos cariocas aconteceu aos 17 minutos. Em cobrança de falta, Renato Abreu acertou o travessão de Pantera, que nem se mexeu. O lance animou os visitantes, que voltaram a chegar com perigo oito minutos depois, com Rafinha, mas Pantera salvou os paraibanos.

Só que aos 27 minutos não teve jeito e o Flamengo conseguiu o empate. Renato Abreu cobrou falta com força e contou com a falha de Pantera para fazer o primeiro dos cariocas.

Depois do empate, o Flamengo se animou e passou a dominar o confronto. No entanto, o Campinense melhorou a marcação e conseguiu neutralizar os avanços dos cariocas. Assim, nos minutos finais, o jogo voltou a ficar muito concentrado no meio e a igualdade persistiu até o intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo quase virou com menos de um minuto. Após cruzamento cruzado, Renato Abreu chutou por cima do travessão. O lance animou os cariocas, que seguiram pressionando o Campinense. Com dois minutos, Gabriel arriscou de fora da área, mas Pantera fez a defesa.

Depois de ver o Campinense tentar equilibrar a partida, o Flamengo chegou ao segundo gol aos 13 minutos, novamente com Renato Abreu. O meia cobrou falta com categoria e colocou no ângulo de Pantera, que voou, mas não conseguiu chegar na bola.

Após o revés, o Campinense passou a buscar o ataque com mais ênfase, mas pecava muito nos passes no setor ofensivo. O Flamengo começou a explorar os contra-ataques com Rafinha e Gabriel.

Somente os minutos finais o jogo voltou a ter emoção, com os visitantes desperdiçando grande chance de fazer o terceiro, com Elias. No entanto, Pantera estava bem colocado para salvar os paraibanos. Antes do fim, González ainda acertou o pé da trave, mas os flamenguistas tiveram que se contentar com a vitória fora de casa com a diferença de um gol.

FICHA TÉCNICA
CAMPINENSE 1 X 2 FLAMENGO

Local: Amigão, em Campina Grande (PB)
Data/Hora: 1/5/2013 – 21h50
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Lorival Candido das Flores (RN) e Lucio da Silva de Mattos (PA)
Renda e público: Não divulgados
Cartões amarelos: Bismarck, Edvânio e Rodrigo César (CAM)
Cartões vermelhos:
Gols: Jeferson Maranhão 7’/1ºT (1-0) e Renato 27’/1ºT (1-1) e Renato 13’/2ºT (2-1)

CAMPINENSE: Pantera, Alberto, Edvânio, Roberto Dias e Panda; Glaybson (Tiago Granja – Intervalo), Dedé, Rodrigo César e Bismarck (Danilo Portugal 20’/2ºT); Zé Paulo (Luiz Paulo – Intervalo) e Jeferson Maranhense – Técnico: Oliveira Canindé.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Renato Santos, Gonzalez e Ramon, Amaral (Luiz Antonio – Intervalo), Elias, Renato (Nixon 44’/2ºT), Gabriel; Rafinha (Carlos Eduardo 33’/2ºT) e Hernane – Técnico: Jorginho.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.