Galo derrota o Cruzeiro no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_1105" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] No primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG deu um [caption id="attachment_1105" align="alignleft" width="300"] Imagem: Divulgação[/caption] No primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG deu um Rating:
Você está aqui:Home » Outros Times » Galo derrota o Cruzeiro no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro

Galo derrota o Cruzeiro no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

No primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG deu um passo importante para a conquista do título ao golear o arquirrival Cruzeiro por 3 a 0, com gols dos atacantes Jô e Diego Tardelli e o lateral-direito Marcos Rocha, respectivamente. A partida ocorreu neste domingo, no Estádio Independência.

As duas equipes se enfrentarão novamente no próximo domingo, às 16h, no Mineirão. E o Atlético-MG pode ser derrotado por até dois gols de diferença que levará o troféu. O Cruzeiro, por sua vez, necessita vencer por três de vantagem para ficar com o título.

O jogo

O primeiro tempo foi todo ditado pelo Atlético, mandante do jogo. Ronaldinho foi o responsável pelas principais oportunidades de gol. Apenas nos 45 minutos iniciais, o camisa 10 deixou Jô (duas vezes), Diego Tardelli e Gilberto Silva em condições de marcar.

Além dos passes milimétricos, o craque atleticano também teve a sua chance. Contudo, foi claramente segurado pelo lateral-direito Ceará, enquanto Fábio colocou a bola para fora. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira nada assinalou no lance, que ocorreu aos 11 minutos.

Quatro minutos após a infração não marcada, o centroavante Jô recebeu ótimo passe de Ronaldinho e abriu o placar.

Depois do gol, o Atlético continuou sobrando em campo. O goleiro Fábio, pelo Cruzeiro, fez excelentes defesas e evitou que o revés fosse ainda maior na etapa inicial.

Na volta do intervalo, com o intuito de alterar o panorama ofensivo, o técnico Marcelo Oliveira colocou Ricardo Goulart e Egídio nas vagas de Éverton Ribeiro e Everton, respectivamente.

As mudanças do treinador foram prejudicadas logo aos nove minutos, quando Bruno Rodrigo cometeu falta em Ronaldinho e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso.

Com um a mais, o Atlético-MG diminuiu o seu ímpeto. As tentativas de marcar não foram tão frequentes como no primeiro tempo. O Cruzeiro, no entanto, melhorou e, inclusive, acertou a trave esquerda do goleiro Victor com o meia-atacante Diego Souza, aos 15 minutos.

Apesar do esboço de melhora cruzeirense, o Atlético se recuperou e balançou a rede adversária novamente. O craque Ronaldinho deu nova assistência, desta vez para o atacante Diego Tardelli, bem posicionado na jogada.

A festa da torcida alvinegra ficou completa aos 33 minutos da etapa complementar, quando Marcos Rocha aproveitou o rebote de uma cabeçada de Jô e tocou para a meta defendida pelo goleiro Fábio.

Além do triunfo, o Atlético quebrou a invencibilidade do Cruzeiro, que já durava 15 jogos, desde a estreia do Campeonato Mineiro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 0 CRUZEIRO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de maio de 2013 (domingo)
Horário: 16 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (ASP.FIFA/SP)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (FIFA/BA) e Fábio Pereira (FIFA/TO)

 Cartões amarelos: (Atlético-MG) Gilberto Silva, Réver, Pierre (Cruzeiro) Everton Ribeiro, Bruno Rodrigo, Everton, Dagoberto, Ceará, Diego Souza

 Cartão vermelho: (Cruzeiro) Bruno Rodrigo

 Gols: Atlético-MG: Jô, aos 15 minutos do primeiro tempo; Tardelli, aos 27 e Marcos Rocha, aos 33 minutos do segundo tempo

 ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre (Josué), Leandro Donizete (Rosinei), Ronaldinho e Tardelli; Bernard (Luan) e Jô
Técnico: Cuca

 CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Léo e Everton (Egídio); Leandro Guerreiro, Nilton, Everton Ribeiro (Ricardo Goulart) e Diego Souza; Dagoberto (Paulão) e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.