Hernane marca e Flamengo bate Emelec no Maracanã Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_3162" align="alignleft" width="300"] Rudy Trindade[/caption] Imagem destacada: Rudy Trindade O Flamengo venceu nesta quarta-feira o Emel [caption id="attachment_3162" align="alignleft" width="300"] Rudy Trindade[/caption] Imagem destacada: Rudy Trindade O Flamengo venceu nesta quarta-feira o Emel Rating: 0
Você está aqui:Home » Destaques » Hernane marca e Flamengo bate Emelec no Maracanã

Hernane marca e Flamengo bate Emelec no Maracanã

Hernane marca e Flamengo bate Emelec no Maracanã
Rudy Trindade

Rudy Trindade

Imagem destacada: Rudy Trindade

O Flamengo venceu nesta quarta-feira o Emelec por 3 a 1, conquistando a primeira vitória na atual edição da Taça Libertadores, assumindo ainda a vice-liderança do grupo 7 da competição. Com gol do artilheiro do “novo” Maracanã.

Dúvida para o jogo, depois de uma proposta para jogar no futebol chinês, o camisa 9 começou discreto e viu Elano marcar um golaço logo no início. Na segunda etapa se soltou, e marcou pela 19ª vez no estádio da final da Copa do Mundo. Depois, Éverton fechou o placar para o time da Gávea. Escalada, ex-Botafogo, descontou.

A noite desta quarta – feira destacou com o principal canto da torcida  “FICA HERNANE”, o que, ao menos por enquanto, será atendido. Este foi o primeiro gol do centroavante em jogo de Libertadores, que ajudou o Fla a chegar aos três pontos.

O time segue atrás do León, que o venceu na primeira rodada e está com quatro pontos. O Emelec tem a mesma pontuação do time carioca, mas leva a pior no saldo de gols. O Bolívar fecha a chave, com um ponto.

Apesar de antecipada no dia anterior pela diretoria rubro-negra, a escalação de Hernane foi aguardada até a entrada em campo. O jogador é cobiçado pelo Shangai Shenhua, da China, que já fez proposta, mas ainda não apresentou garantias financeiras para efetuar a contratação.

Os “outros” 10 titulares do Fla foram os esperados. A situação foi praticamente a mesma no Emelec, que não teve surpresas para o duelo. Sem o meia Nastra e o lateral Narváez, Pedro Quiñonez e Achilier foram para o jogo. No ataque, Caicedo ganhou a vaga de Bolaños.

Nos primeiros instantes da partida, Felipe deu um susto na torcida ao sair em falso em uma bola cruzada. Apesar disso, o time da casa rapidamente tomou conta da partida, permanecendo a maior parte do tempo no campo de ataque.

Aos 10 minutos, Hernane disparou pela zona central ofensiva e foi derrubado. Na cobrança de falta, Elano mostrou categoria invejável, acertando o ângulo esquerdo do goleiro Dreer, que conseguiu “sair na foto”, mas não tocar a bola, que morreu no fundo das redes do Emelec.

Em desvantagem, o time do Equador até tentou se soltar. Aos 15, Caicedo puxou um contra-ataque em alta velocidade, mas acabou adiantando demais a bola, e permitindo que Felipe saísse para fazer a intervenção.

O Flamengo voltou a assustar aos 28, em bobeada da zaga do time visitante, que além de ter perdido a bola, permitiu arrancada de Éverton, que não titubeou ao finalizar da entrada da área. A bola, caprichosa, acabou explodindo na trave esquerda de Dreer.

Nos minutos finais, o time do Rio ficou preso na forte marcação do Emelec, que fazia bem a pressão na saída de bola. Em dificuldades, o Fla ainda viu seus dois laterais, Léo Moura e André Santos, receberem cartões amarelos e ficarem pendurados.

Para a segunda etapa, buscando dar mais movimentação ao time, o técnico Jayme de Almeida colocou Gabriel no lugar de Mugni. Só que a novidade demorou para jogar, já que a organização da Conmebol decidiu não reiniciar o duelo até que as câmeras de televisão instaladas dentro do gol fossem retiradas.

Quando a bola, enfim, rolou, o Emelec assustou. Logo no primeiro minuto, Gaibor cobrou falta de muito longe e obrigu Felipe a fazer boa defesa, espalmando a bola para escanteio.

Se o rival queria se agigantar, entrou em cena o artilheiro do novo Maracanã. Aos 9 minutos, em ótima jogada de Elano pela esquerda, Hernane apareceu na pequena área para fuzilar para as redes, marcando seu 19º gol em 19 jogos no estádio após sua reinauguração.

E o atacante queria mais, e por pouco não anotou mais um aos 26 minutos, quando Gabriel fez ótima jogada, enfileirando os adversários, e passou para Hernane, que mesmo da intermediária, girou, ajeitou e disparou. A bola saiu cheia de veneno à esquerda de Dreer.

Minutos depois, a vida do Emelec ficou ainda mais complicada, quando Achilier fez falta em Alecsandro – que entrou um pouco antes no lugar de Elano -, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso, deixando sua equipe com um a menos.

Aos 29, foi a vez de Éverton ficar perto de marcar. Em trama envolvente do ataque rubro-negro, Alecsandro passou para Hernane que acionou Éverton. O meia arrancou, invadiu a área, chegou a driblar Dreer, mas na hora de finalizar, acertou as pernas de Nasuti, que evitou o gol.

O terceiro, no entanto, era questão de tempo, e saiu aos 37 minutos do segundo tempo, quando Cáceres deu passe milimétrico para Éverton, que desta vez não vacilou e bateu com calma para o fundo das redes.

A partir daí, tudo foi festa para o torcedor rubro-negro, que pediu a permanência de Hernane, aplaudiu até carrinho de seus jogadores, e nem ligou quando, aos 42 minutos do segundo tempo, o ex-botafoguense Escalada, que havia entrado no lugar de Stracqualursi, descontou o placar.

Ficha técnica.

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Samir, Wallace e André Santos; Muralha (Feijão), Cáceres, Elano (Alecsandro), Mugni (Gabriel) e Éverton; Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

Emelec: Dreer; Achilier, Guagua, Nasuti e Bagüí; Pedro Quiñonez, Giménez, Gaibor e Mena (Corozo); Caicedo e Stracqualursi (Escalada). Técnico: Gustavo Quinteros.

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidean e Juan Belatti.

Gols: Elano, Hernane e Éverton (Flamengo); Escalada (Emelec).

Cartões amarelos: André Santos, Léo Moura, Éverton e Feijão (Flamengo); Achilier, Pedro Quiñonez e Corozo (Emelec).

Cartão vermelho: Achilier (Emelec).

Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.