Na Fonte Nova, Cruzeiro vence o Bahia e lidera o Campeonato Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_1903" align="alignleft" width="884"] Imagem: Edson Ruiz / Gazeta Press[/caption] Com gols de Borges, Éverton Ribeiro e Júlio Baptista, o [caption id="attachment_1903" align="alignleft" width="884"] Imagem: Edson Ruiz / Gazeta Press[/caption] Com gols de Borges, Éverton Ribeiro e Júlio Baptista, o Rating:
Você está aqui:Home » Destaques » Na Fonte Nova, Cruzeiro vence o Bahia e lidera o Campeonato

Na Fonte Nova, Cruzeiro vence o Bahia e lidera o Campeonato

Imagem:  Edson Ruiz / Gazeta Press

Imagem: Edson Ruiz / Gazeta Press

Com gols de Borges, Éverton Ribeiro e Júlio Baptista, o Cruzeiro venceu o Bahia por 3 a 1 nesta noite de quarta-feira, na Fonte Nova. A vitória em Salvador rendeu ao time celeste mais três pontos na caminhada celeste em busca do título brasileiro de 2013. Os atuais quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado também fazem com que o time de Marcelo Oliveira conquiste o Troféu Osmar Santos, o Osmarzão, título simbólico do LANCE! ao campeão do primeiro turno.

O jogo começou melhor para a equipe mineira. Embora nenhuma das equipes tenha ameaçado seriamente a meta adversária, o time celeste se apresentou com maior controle de jogo, tocando melhor a bola e marcando maior presença no campo de ataque. Os donos da casa responderam com jogadas aéreas e na bola parada, mas a melhor chance dos primeiros 20 minutos aconteceu por baixo. Madson aproveitou a sobra dentro da área e bateu cruzado. O chute mascado passou perto da trave direita de Fábio.

O Cruzeiro desceu ao ataque e, em dois bons momentos, conseguir inaugurar o marcador. No primeiro, cruzamento de Egídio, e Júlio Baptista cabeceia na trave. No lance seguinte, Willian colocou a bola na cabeça de Borges, que, livre de marcação, balançou as redes para o líder do Brasileiro.

Mais tranquilo após o gol inicial, o Cruzeiro voltou a controlar a partida. Antes ofensivo, o Bahia recuou sua linha defensiva, facilitando ações mais perigosas da Raposa, com Júlio Baptista organizando as jogadas e sendo auxiliado por Éverton Ribeiro e Willian. Os comandados de Marcelo Oliveira passavam-se a sensação de que bastava forçar um pouco mais para encontrar o segundo gol.

E ele veio aos 39 minutos, em outro golaço de Éverton Ribeiro. O camisa 17 recebeu cruzamento da direita, se livrou de três adversários e finalizou no ângulo de Marcelo Lomba. Mais uma pintura do meia, que, recentemente marcou um golaço contra o Flamengo, no Mineirão.

Desatento durante o início do segundo tempo, o Cruzeiro voltou do vestiário pouco ligado, e passou a oferecer espaços para o Bahia criar chances e finalizar ao gol de Fábio. O time da casa sentiu o bom momento e foi ao ataque. O resultado da pressão tricolor foi o gol de Fahel, aproveitando o escanteio pela esquerda, e raspando na bola para diminuir o marcador.

Com o susto no marcador, o time celeste voltou a ter mais atenção durante o restante da partida. Melhor tecnicamente, o Cruzeiro colocou a bola no chão, mas já não contava mais com Borges no ataque, substituído por Ricardo Goulart. O forte calor também foi outra ‘arma’ dos anfitriões contra o time mineiro, com vários jogadores, dentre eles Éverton Ribeiro, acusando de cansaço.

O placar perigoso deixou a partida mais movimentada nos minutos finais, mas, quando o clima parecia ficar ainda mais tenso nos acréscimos, Júlio Baptista marcou para o Cruzeiro e decretou a vitória celeste na Fonte Nova. Marcelo Lomba oferece o rebote na cabeçada de Dedé, e ‘La Bestia’ solta um foguete de perna esquerda para marcar o terceiro gol. 3 a 1 placar final e Cruzeiro mais líder do que nunca.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 1 X 3 CRUZEIRO

Estádio: Fonte Nova, Salvador (BA)

Data/hora: 4/9/2011 – 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)

Auxiliares: Luis Carlos Câmara Bezerra (RN) e Pedro Araújo Dias Cotta (MG)

GOLS: Borges, 24’1ºT (0-1); Éverton Ribeiro, 39’1ºT (0-2), Fahel, 23’2ºT (1-2) e Júlio Baptista, 44’2ºT (1-3)

Cartões amarelos: Anderson Talisca e Demerson (BAH); e Ceará (CRU)

Cartões vermelhos:

Público/Renda: 9120 pagantes/10502 presentes/R$228.487,50

BAHIA: Marcelo Lomba, Lucas Fonseca, Demerson e Titi; Madson (Willian Barbio, intervalo), Fahel, Helder (Feijão, 24’2ºT), Raul, Marquinhos Gabriel (Anderson Talisca, 9’2ºT), Wallyson e Fernandão. Técnico: Cristóvão Borges.

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo, Egídio (Mayke, 29’2ºT); Lucas Silva, Henrique, Éverton Ribeiro (Martinuccio, 37’2ºT), Júlio Baptista, Willian e Borges (Ricardo Goulart, 16’2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.