NAS MÃOS DE DIDA Reviewed by Momizat on . Alexandre Patto erra cavadinha e Dida vira herói contra o Corinthians Por: Wallace Dominique / Imagem:  Luiz Munhoz/ FatoPress / FolhaPress. [caption id="attach Alexandre Patto erra cavadinha e Dida vira herói contra o Corinthians Por: Wallace Dominique / Imagem:  Luiz Munhoz/ FatoPress / FolhaPress. [caption id="attach Rating: 0
Você está aqui:Home » Campeonato Paulista » Corinthians » NAS MÃOS DE DIDA

NAS MÃOS DE DIDA

NAS MÃOS DE DIDA

Alexandre Patto erra cavadinha e Dida vira herói contra o Corinthians

Por: Wallace Dominique / Imagem:  Luiz Munhoz/ FatoPress / FolhaPress.

Imagem: Edu Andrade/Fato Press / Gazeta Press

Imagem: Edu Andrade/Fato Press / Gazeta Press

O Grêmio precisou dos pênaltis para eliminar o Corinthians, na noite desta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e avançar para encarar o Atlético-PR na semifinal do torneio. O time gaúcho, que dominou a partida e teve boas chances de gols com o chileno Eduardo Vargas, bateu os paulistas por 3 a 2 nas penalidades em Porto Alegre para delírio dos torcedores – Alexandre Pato, na cobrança fatal, tentou dar cavadinha e viu o ex-corintiano Dida pegar, sem trabalho nenhum, sua terceira cobrança na disputa.

O primeiro jogo do confronto, disputado no Pacaembu há cerca de um mês, também terminou em 0 a 0. O adversário do clube gaúcho na semifinal será o Atlético-PR, pois o clube paranaense empatou com o Inter por 0 a 0 na noite desta quarta – o duelo de ida, em Porto Alege, terminou 1 a 1.

Já o Corinthians, que buscava fôlego para sair da crise recente com as más atuações no Campeonato Brasileiro, vê praticamente se encerrar o sonho de disputar a Copa Libertadores de 2014 – a equipe alvinegra, que disputou o torneio internacional nos últimos quatro anos, está a dezpontos do G-4 do torneio nacional e teria que ter campanha perfeita na reta final para conseguir alcançar o objetivo. O clube alvinegro, atual campeão mundial, provavelmente ainda verá a crise e a pressão dos torcedores aumentarem nos próximos dias.

O jogo de ida, na próxima semana, será na Vila Capanema. Em duas semanas, os times se reencontram em Porto Alegre. Para o primeiro duelo, o clube gaúcho não terá o trio de ataque formado por Barcos, Kleber e Vargas, todos suspensos.

A Copa do Brasil para o Corinthians era a última chance de conquistar vaga na Libertadores, pois no Campeonato Brasileiro, a oito rodadas do final, o time faz campanha irregular – está na 12.ª colocação, com 40 pontos, 10 atrás do Botafogo, que fecha o G4.

Em campo, o primeiro tempo só valeu pelos primeiros 20 minutos. Com velocidade, os dois times criaram boas chances de gol. O Corinthians teve uma pela esquerda, na qual Douglas entrou na área e chutou para defesa de Dida. O Grêmio levou mais perigo com Vargas, aos 18. Após chute de Kleber, o goleiro Walter espalmou para o meio da área e o chileno, sem marcação, conseguiu chutar por cima.

Depois disso, o nível técnico do jogo caiu muito. A marcação prevaleceu, inclusive dos atacantes, e as faltas aconteceram uma atrás da outra. Como resultado, Kleber e Alexandre Pato, que deveriam se preocupar mais em criar jogadas de ataque, receberam o cartão amarelo.

O Corinthians no segundo tempo resolveu se fechar e o Grêmio teve um pouco mais de força no ataque. Tanto que criou duas chances quase seguidas, aos 10 e 12 minutos, com Barcos e Kleber. Aos 30, o time paulista teve oportunidade em uma falta cobrada por Emerson. Mas foi a equipe gaúcha que perdeu a “bola do jogo”. Aos 38, Vargas recebeu livre pela direita, entrou na área e chutou rasteiro na trave esquerda.

Nos últimos minutos, Elano ainda cobrou uma falta no ângulo, que Walter espalmou para escanteio. O jogo quase descambou para a pancadaria em uma falta por trás de Vargas em Emerson. O corintiano não gostou, não aceitou as desculpas e iniciou discussão com o chileno. Antes que uma briga começasse, o árbitro resolveu dar o cartão vermelho para os dois atacantes. Então, a decisão da vaga foi para os pênaltis e o Grêmio se deu melhor.

Na última cobrança, com o placar em 3 a 2, Alexandre Pato tentou dar uma cavadinha e acabou “recuando” para Dida segurar com tranquilidade no meio do gol. “Eu treinei assim”, justificou o atacante.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO (3) 0 x 0 (2) CORINTHIANS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 23 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)
Público: 35.684 pessoas (33.503 pagantes)
Renda: R$ 1.820.728,00
Cartões amarelos: Kleber e Barcos (Grêmio); Alexandre Pato, Ralf e Edenílson (Corinthians)
Cartões vermelhos: Vargas (Grêmio); Emerson (Corinthians)

GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Riveros (Elano); Kleber, Barcos e Vargas
Técnico: Renato Gaúcho

Cobranças: Barcos (defendido), Alex Telles (trave), Pará (gol), Elano (gol), Kleber (gol)

CORINTHIANS: Walter; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos (Igor); Ralf, Guilherme (Emerson), Edenílson, Douglas (Danilo) e Romarinho; Alexandre Pato
Técnico: Tite

Cobranças: Danilo (defendido), Romarinho (gol), Edenílson (defendido), Alessandro (gol), Alexandre Pato (defendido)

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.