Vasco perde para o Madureira e se despede da Taça Rio Reviewed by Momizat on . [caption id="attachment_712" align="alignleft" width="300"] Imagem: Lance.net[/caption] Dez anos depois, Vasco e Madureira voltam a se enfrentar em Conselheiro [caption id="attachment_712" align="alignleft" width="300"] Imagem: Lance.net[/caption] Dez anos depois, Vasco e Madureira voltam a se enfrentar em Conselheiro Rating:
Você está aqui:Home » CAMPEONATO CARIOCA » Vasco perde para o Madureira e se despede da Taça Rio

Vasco perde para o Madureira e se despede da Taça Rio

Imagem: Lance.net

Imagem: Lance.net

Dez anos depois, Vasco e Madureira voltam a se enfrentar em Conselheiro Galvão, desta vez, pela sétima e última rodada da Taça Rio 2013. Se, em 2003, o Vasco venceu por 3 a 1, na tarde deste sábado (20), às 15h30, o Cruzmaltino pressionou, mas foi derrotado por 1 a 0. Com o resultado, o Vascão se despediu da Taça Rio com 7 pontos e na sexta colocação do Grupo A. Agora, o Gigante da Colina volta a campo no domingo (26/05), quando estreará no Campeonato Brasileiro contra a equipe da Portuguesa, em São Januário, às 18h30.

O Vasco foi com tudo ao ataque, logo no primeiro minuto de jogo, mas a zaga do Madureira afastou. Aos sete, Fellipe Bastos recebeu de Fillipe Soutto e soltou a bomba, mas a bola saiu em tiro de meta. Quase o Gigante abriu o placar. Dois minutos depois, Thiaguinho fez boa jogada individual e levantou na área, mas a bola acabou saindo sem muito perigo. Aos 14, foi a vez do Madureira atacar, mas a bola não saiu com muito perigo, após cobrança de falta, e saiu em tiro de meta.

 No minuto seguinte, em resposta, Elsinho arriscou de longe, mas a bola acabou subindo e saiu por cima do gol. Aos 18, Fellipe Bastos cobrou falta e levantou a bola para a área. Tenório subiu e cabeceou forte, levando perigo ao goleiro Márcio. Após a parada técnica, aos 21, Tenório recebeu na entrada da área, dominou, mas, quando se preparava para chutar, foi desarmado. Na sequência, Dakson cruzou pela esquerda, a bola passou por todo mundo na área e sobrou para Elsinho, que não conseguiu finalizar.

Aos 24, Tenório recebeu belo lançamento e tentou encobrir o goleiro Márcio, que conseguiu dar um toque na bola e evitou o gol do Vascão. Aos 30, após cobrança de escanteio de Dakson, Tenório, de novo ele, subiu e conseguiu cabecear com muito perigo, mas a bola desviou na zaga e saiu em novo escanteio. Dois minutos depois, depois de uma boa troca de passes na área do Madureira, Pedro Ken foi derrubado e pediu pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Aos 36, após falta em Pedro Ken, Fellipe Bastos soltou a bomba na cobrança, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 40, Ramon fez boa jogada e arriscou de fora da área, mas Michel Alves estava atento e mandou para escanteio. Cinco minutos depois, Fellipe Bastos arriscou de longe, mas a bola bateu na marcação. No rebote, Tenório tentou a bicicleta, mas o assistente já assinalava o impedimento. Sem acréscimos, o árbitro Leandro Newley Ferreira Belota encerrou o primeiro tempo.

Vasco mantém pressão, mas sofre gol

Buscando vencer para se despedir bem do Carioca, o Vasco foi para cima. Porém, quem teve a primeira chance de gol foi o Madureira, aos três minutos, após cobrança de falta rasteira, mas a bola saiu à esquerda. Aos seis, Fellipe Bastos bateu para o gol, mas Márcio praticou a defesa. Após um começo movimentado, o jogo passou a ficar morno, sem muitas chances de gol até os 15 minutos, quando Dakson recebeu de Pedro Ken e deu um belo chute, exigindo boa defesa do goleiro Márcio.

Em seguida, após cobrança de escanteio, Tenório cabeceou forte para o gol, mas a bola explodiu no travessão. Quase o primeiro do Gigante. Aos 24, Fellipe Bastos arriscou mais uma de fora da área, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 32, Derley recebeu na área e, após dividida com Tenório, o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, o próprio Derley bateu no ângulo esquerdo e abriu o placar.

Após o gol, o Vasco foi com tudo ao ataque e, aos 36, Fellipe Bastos cobrou falta direta para o gol, obrigando o goleiro Márcio a fazer uma defesa difícil. Em seguida, Fellipe Bastos lançou Tenório, que cabeceou na marcação. No rebote, Elsinho não conseguiu concluir para o gol. Aos 38, de novo, Fellipe Bastos bateu falta direta para o gol, mas a bola saiu em tiro de meta.

Aos 44, Yotún fez boa jogada individual, recebeu a bola, invadiu a área e chutou para o gol, mas a bola acabou subindo e saiu por cima do gol. Aos 48, Wendel chegou com muito perigo e arriscou o chute, mas a bola acabou saindo. Na sequência, com três minutos de acréscimos, árbitro Leandro Newley Ferreira Belota encerrou a partida.

Agora, o Gigante da Colina volta a campo no domingo (26/05), quando estreará no Campeonato Brasileiro contra a equipe da Portuguesa, em São Januário, às 18h30.

Ficha Técnica
MADUREIRA 1 X 0 VASCO

Local: Conselheiro Galvão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 20/04/2013 – 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Newley Ferreira Belota
Auxiliares: Wendel de Paiva Gouvêa e Cláudio Batista Ribeiro
Cartões amarelos: Ramon (MADUREIRA); Renato Silva, Tenório (VASCO)
Gols: Derley, 32/2ºT (1-0);

MADUREIRA: Márcio; Élder Granja, Daniel, Leozão e Gabriel Araújo; Gilson, Ramon (Heitor, 44/2ºT), Rodrigo Lindoso (Stéfano, 22/2ºT) e Caio Cezar; Jean e Derley. Técnico: Alexandre Gama.

VASCO: Michel Alves; Elsinho, Luan, Renato Silva e Yotún; Fillipe Soutto (Romário, 35/2ºT), Fellipe Bastos, Pedro Ken (Marlone, 21/2ºT) e Dakson (Wendel, 21/2ºT); Thiaguinho e Tenório. Técnico: Paulo Autuori.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.