Vitória aplica goleada histórica no rival Bahia em decisão Reviewed by Momizat on . Com quatro gols do atacante Dinei, o Vitória aplicou goleada histórica de 7 a 3 sobre o Bahia, neste domingo, na Fonte Nova, em Salvador, e deu grande passo par Com quatro gols do atacante Dinei, o Vitória aplicou goleada histórica de 7 a 3 sobre o Bahia, neste domingo, na Fonte Nova, em Salvador, e deu grande passo par Rating:
Você está aqui:Home » Destaques » Vitória aplica goleada histórica no rival Bahia em decisão

Vitória aplica goleada histórica no rival Bahia em decisão

Com quatro gols do atacante Dinei, o Vitória aplicou goleada histórica de 7 a 3 sobre o Bahia, neste domingo, na Fonte Nova, em Salvador, e deu grande passo para conquistar o título do Campeonato Baiano 2013, na próxima semana.

Imagem: Raul Spinassé/Futura Press

Imagem: Raul Spinassé/Futura Press

Agora, a equipe rubro-negra pode até perder por quatro gols de diferença na segunda partida que levará a taça. Isso porque fez melhor campanha antes da decisão.

Nos dois últimos duelos, o Vitória já havia derrotado o Bahia, em partidas válidas pela segunda fase do Estadual, sendo um dos jogos na inauguração da nova Arena, quando o rubro-negro goleou por 5 a 1. O último triunfo do tricolor foi em fevereiro de 2011, por 2 a 0 na primeira fase da competição.

Desfalque certo neste domingo na Fonte Nova foram as caxirolas, instrumento criado por Carlinhos Brown que foi vetado pela Polícia Militar em razão dos protestos do último Ba-Vi, no dia 12 de abril, quando a torcida do Bahia arremessou os objetos no gramado.

Sobre o jogo

Mal deu tempo para sentir a postura dos times e já saiu um gol, e de bola parada. Aos 3min, Renato Cajá cruzou, e Gabriel Paulista se embolou com o zagueiro, girou e chutou para abrir o marcador: 1 a 0.

Levar o gol cedo desnorteou o Bahia, que não se encontrava em campo e era facilmente envolvido. O segundo gol do Vitória foi questão de tempo. Até que aos 14min, Renato Cajá lançou Dinei, que invadiu a área e chutou forte de esquerda, sem chances para Marcelo Lomba: 2 a 0.

O time tricolor ficava cada vez mais perdido, e o rubro-negro deitava e rolava. Aos 20min, o terceiro gol, novamente de bola parada. E de novo por meio de Renato Cajá. O meia cruzou falta da esquerda e Fabrício testou para fazer mais um.

O Bahia conseguiu ficar tranquilo apenas no final e descontou. Aos 39min, Fernandão invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Deola. Ele mesmo bateu e converteu.

A segunda etapa voltou a ter gols relâmpagos. Antes de completado o primeiro minuto, em nova bola alçada na área, a zaga do Bahia cortou mal e Dinei cabeceou e encobriu Lomba: 4 a 1.

A resposta do tricolor foi rápida. Um minuto depois, após cruzamento da esquerda, Fernandão se antecipou à zaga e desviou para descontar. Mas a reação parou por aí. Aos 13min, Dinei fez mais um na partida ao arriscar chute de fora da área. A bola desviou e enganou o goleiro: 5 a 2.

O argentino Maxi Biancucchi, primo de Lionel Messi, ainda fez mais um aos 21min. Aos 44min, mais um gol do Bahia. Fernandão fez jogada pela esquerda e Adriano fez o terceiro. Nos acréscimos, Dinei fez mais um, de cabeça, e decretou o 7 a 3.

© 2013-2016 - Arquibancada Online - Proibida a Reprodução Total ou Parcial sem Divulgar a Fonte.